0800 70 45670 [email protected]
6 dicas para melhorar a gestão do tempo de sua equipe de moda

6 dicas para melhorar a gestão do tempo de sua equipe de moda

Quem trabalha com criação às vezes precisa deixar a mente voar – mas o problema é quando ela voa demais. E gerenciar uma equipe de moda é criar condições de produtividade criativa sem deixar que as pessoas sejam seduzidas pelas distrações.

Esse limite tênue nem sempre é fácil de ser alcançado. Mas algumas dicas de gestão de tempo podem ser valiosas para alcançar seus objetivos e gerir o esforço dedicado a cada tarefa – sem sobrecarregar a equipe de moda.

Ao contrário do senso comum, a gestão de tempo não se trata de controle, mas sim de estratégia. E ela passa tanto pela equipe de moda como pela avaliação de suas próprias ações como gestor, aparando arestas e eliminando os vilões da improdutividade.

Com uma visão ampla e livre de preconceitos, veja o que mais atrapalha a produtividade da sua equipe de moda e como acabar com essa verdadeira pedra no sapato.

1 – Agilize a rotina da equipe de moda eliminando o excesso de reuniões

Manter o pessoal alinhado com o andamento da coleção é fundamental, mas será que você não está exagerando na quantidade de reuniões? Quantas delas você convoca por dia ou por semana?

Reportagem da revista Exame, por exemplo, diz que apenas 39% do tempo de trabalho é realmente produtivo. E nada menos que 21% da jornada é ocupada com reuniões.

Uma boa dica para manter a atualização da equipe de moda sem perder tempo reunindo todo mundo é apostando em um mapa de coleção de moda. Bem mais prático e eficiente.

2 – Procure antecipar problemas

Fazer uma boa pesquisa de moda, conhecer bem seu público-alvo e descobrir as dificuldades e as soluções de outros profissionais pode ser uma ótima forma de antecipar problemas.

Uma forma muito interessante e eficiente de fazer isso é assistindo a alguns filmes de moda, por exemplo, onde você com certeza encontrará situações bem parecidas com as que você pode enfrentar.

Aproveite e crie alguns braintorms para buscar soluções padronizadas para os problemas mais comuns e crie padrões de atendimento ao cliente. Crie canais de comunicação eficientes, desenvolva materiais de identificação de marca com dicas pertinentes.

Lembre-se que a tecnologia é sua grande amiga e pode incluir informações valiosas para seus clientes nas etiquetas, por exemplo.

3 – Crie prioridades

Por maior que  o trabalho de uma equipe de moda seja basicamente criativo, nunca a deixe “solta”. Aprenda a fazer uma gestão de tempo criando prioridades, estabelecendo metas e prazos.

Use uma regrinha básica:

  • Alta prioridade – São as atividades inevitáveis. Devem ser feitas o mais rápido possível. São também aquelas que criam diferenciais na sua coleção de moda para agregar valor ao consumidor final.
  • Média prioridade – São as que não comprometem a execução das atividades de alta prioridade. Podem ficar em segundo plano, mas devem ser feitas tão logo possível.
  • Baixa prioridade – Não são essenciais, podem ficar por último ou até mesmo não serem feitas. Podem acrescentar algo, mas não fazem falta.

Mas procure saber o tempo certo de cada atividade, para não sobrecarregar a equipe de moda. É preciso identificar quais atividades merecem um esforço maior, qual etapa da coleção vai demandar mais tempo ou pode ser terceirizada.

4 – Terceirize sempre que possível

E já que tocamos no assunto, sim, terceirize sempre que possível. Muitas vezes a equipe de moda perde um tempo valioso fazendo uma atividade que será melhor e mais rapidamente desenvolvida por pessoal terceirizado e especializado. E tempo é dinheiro.

É o caso do pack de identificação de marca, por exemplo. A Haco oferece profissionais especializados em criar todas as peças de acordo com o mote da sua coleção e sub coleções, com os mais diversas matérias-primas.

5 – Não confunda funcionário multitarefas com proativo

Esse é um erro comum: confundir aquele funcionário que faz tudo ao mesmo tempo com um colaborador proativo.

O multitarefas, na verdade, perde o foco do que interessa e acaba reduzindo em até 40% a produtividade da equipe – é o que mostra pesquisa da American Psychological Association (APA).

De acordo com a APA a alternância entre diversas tarefas todos os dias não é natural do cérebro, elevando o estado de estresse e fadiga mental.

6 – Experimente o home office e a flexibilização de horários

Há várias funções dentro de uma equipe de moda que podem ser realizadas de forma remota graças à internet. Aposte na flexibilização de horários, já que muito do processo criativo pode ser feito em home office, sem que o membro precise estar 100% do tempo na sua empresa.

E nem precisa ser todos os dias, você pode definir o calendário que for melhor para você. Além da melhor gestão de tempo e produtividade da equipe de moda, já que alguns membros podem render mais trabalhando em casa, também há economiza de custos com transportes, alimentação, etc.

Há várias formas de fazer uma gestão de tempo eficiente aumentando a criatividade produtiva da sua equipe de moda – e essas são apenas algumas delas.

Aproveite e veja também como engajar sua equipe no processo de criação da sua coleção de moda!

Baixe nosso infográfico e descubra como tornar suas coleções de moda muito mais especiais com os pack de identificação de marca da Haco! | Haco

Saiba como estruturar um mapa de coleção de moda

Saiba como estruturar um mapa de coleção de moda

Metodologia. Quem pensa que moda e design sobrevivem apenas de intuição e bom gosto muito se engana. É preciso estratégia para buscar os caminhos mais assertivos e colocar ideias e inspirações em prática. E o mapa de coleção de moda é a ferramenta certa para isso.

Afinal, o sucesso é um degrau difícil de ser conquistado e que deve ter por base uma sólida estrutura para ser duradouro. Veja o que é, por que é tão importante e como montar seu mapa de coleção de moda e fazer diferença no mercado.

Enfim, o que é um mapa de coleção de moda?

Toda coleção de moda passa por etapas para chegar ao seu formato final. Todo o processo, desde a criação até a finalização, deve seguir uma ordem cronológica para que o caos não seja instaurado.

Com isso evita-se perda de tempo com retrabalhos e idas e vindas a pontos que não têm necessidade de serem revisitados.

Assim, o mapa de coleção de moda é uma espécie de receita para a elaboração do produto. E, como toda boa receita, cada um tem a sua.

De um modo geral, no entanto, algumas ações são comuns a todos, mais ou menos como escolher, comprar, lavar, cortar, cozinhar e montar os pratos.

Ou, em outras palavras, planejar, pesquisar, delimitar o projeto, criar, negociar, criar alternativas, avaliar, produzir, elaborar, criar mostruário, precificar, divulgar, vender etc.

Seja qual for o nome, o importante é compreender a ordem das etapas e quais os processos que as formam.

Benefícios do mapa para a coleção de moda

Mas afinal, será que ele é assim tão importante mesmo? O mapa de coleção de moda traz algumas vantagens que podem parecer despercebidas a princípio.

  • Maior controle sobre a coleção – Já parou para pensar quantas informações precisam ser reunidas em uma única coleção? Cores, aviamentos, estampas, mixes, tecidos, tudo isso em torno de uma mesmo tema.

O mapa de coleção de moda propicia uma verdadeira imersão em todos esses processos, permitindo uma visualização clara de todos os detalhes.

  • Mais assertividade nas definições – Como tudo fica exposto, a visualização antes da produção favorece substituições estratégicas, composição de peças casadas, criação de similares e até trocas de características que não atenderam à expectativa.
  • Economia na produção – Pilotagem pronta e há várias peças que estão fora do escopo? Sim, isso acontece. Mas quando há um mapa de coleção de moda os erros são mais visíveis antes da confecção das peças piloto.
  • Mais tempo no final do processo – É possível que a princípio você gaste um pouco mais de tempo alimentando o mapa tanto com ideias iniciais como com novas informações ao longo do caminho. Com o andar da metodologia, no entanto, a assertividade das ações agilizará o processo como um todo. O tempo é dinheiro.

Processos para elaborar seu mapa de coleção de moda

O nome das etapas não importa, mas é importante que sigam uma ordem cronológica que seja embasada por alguns processos.

  • Conhecimento mercado – Sua marca está inserida em um determinado ambiente. Quais são seus concorrentes? Qual a aceitação deles no mercado, o que oferecem como diferenciais? Qual o seu diferencial? Você está segmentado? Como pode ir além do comum e oferecer o que o seu nicho precisa?
  • Persona da marca – Como seus clientes de verdade se comportam? Quais suas dores, o que precisam, o que procuram? Crie personas para sua marca e procure descobrir como entregar soluções.
  • Reúna referências visuais – O mapa de coleção de moda é, basicamente, visual. A ideia é atingir o maior número de pessoas dentro daquele perfil. Para isso, defina tema e subtemas e coloque referências visuais de como quer apresentar sua coleção de moda ao mundo.

Faça um moodboard, ou painel de inspiração, com todas as referências visuais que têm a ver com o que quer para a sua coleção: cores, texturas, acabamentos, cortes, aviamentos, materiais de identificação de marca etc.

  • Monte um cronograma de ações – Esse é um passo decisivo para seu mapa de coleção de moda. Especifique a ordem de execução e os prazos de finalização de cada etapa. Imagine situações hipotéticas para tentar prever contratempos.
  • Resultados monitorados sempre – Não esqueça: todos os membros da sua equipe devem ter acesso ao mapa de coleção de moda e estar de acordo com o cronograma. Promova reuniões regulares para que todos saibam sobre o andamento dos processos e esteja sempre aberto a propostas. Afinal, a equipe é fundamental para uma coleção de sucesso.

Dessa forma o mapa de coleção de moda o ajudará a ter resultados bem mais assertivos em menos tempo, colaborando para um trabalho criativo e participativo de toda a equipe.

E já que estamos no assunto, aproveite para saber mais sobre como engajar sua equipe no processo de criação da sua coleção de moda!

 Baixe nosso infográfico e descubra como tornar suas coleções de moda muito mais especiais com os pack de identificação de marca da Haco! | Haco

Saiba como engajar sua equipe no processo de criação da sua coleção de moda

Saiba como engajar sua equipe no processo de criação da sua coleção de moda

Quem acha que é fácil conceber e criar uma coleção de moda, não sabe como pode ser difícil conseguir o engajamento da equipe. Criativos de todo o mundo que o digam. Afinal, mal termina uma, já está na hora de começar o processo todo de novo.

Por outro lado, é preciso alinhar expectativas, fazer cada um entrar no clima do tema escolhido e, praticamente, ver pelos seus olhos. Por isso, algumas dicas podem ajudar o estilista a conseguir mais engajamento da sua equipe de apoio e, tornar mais ágeis e assertivas diversas ações de produção da coleção de moda.

Coleção de moda: 5 dicas para engajar sua equipe

1 – Mostre suas conclusões sobre a pesquisa de moda

A pesquisa de moda é um passo fundamental para a criação de uma coleção de moda, mas não basta você guardar suas percepções para você. Reúna a equipe e faça uma espécie de bate-papo sobre o que encontrou em suas andanças.

Por exemplo, se a pesquisa de moda incluiu uma viagem ela correspondeu às suas expectativas? O que o surpreendeu, o que não gostou, o que gostaria de incluir na coleção de moda ou usar como inspiração principal?

Compartilhar suas impressões é muito importante para envolver a equipe no mesmo clima em que você está.

2 – Use o moodboard para estimular ideias

O moodboard é um ótimo recurso para estimular seu processo criativo – mas não só o seu. Conforme o estilista vai inserindo imagens, fotografias, ideias de cores, tonalidades e tecidos, vai fazendo também com que a equipe se familiarize cada vez mais com suas ideias.

Dessa forma acaba também incentivando a troca de diálogo e de sugestões, favorecendo o engajamento da equipe como um todo.

Quanto mais ambientados os integrantes estiverem com a sua visão da coleção de moda, mais se sentirão encorajados a participar efetivamente.

3 – Promova brainstorms regulares

A coleção de moda é feita de múltiplos aspectos, que podem se tornar uma confusão se ficarem soltos. No caos, o processo criativo não se desenvolve e acabam havendo distrações que desagregam os membros da equipe.

A ideia então é, acertar os detalhes, tornando o processo mais coeso e que inclua todos os integrantes. Procure então fazer brainstorms regulares com a equipe sobre assuntos específicos.

Peça pizzas, refrigerantes e promova uma imersão em um aspecto de cada vez: tipos de tecidos, parâmetros para definir as cartelas de cores, acabamentos ou materiais para identificação da marca para cada segmento da coleção de moda, por exemplo.

Nesse último aspecto você pode contar com a equipe de especialistas da Haco, que orientam sua equipe a definir cores, materiais e acabamentos, como etiquetas, metalizados, transfers, etc.

Você também pode pedir o catálogo com os packs de identificação de marca e fazer a escolha durante o brainstorm. Dessa forma todos sentem-se incluídos e relevantes no processo criativo, o que aumenta o engajamento de cada um e da equipe como um todo.

4 – Esteja sempre aberto a opiniões

Saber ouvir é uma arte e o mundo da moda é também um mundo de vaidades. No entanto, para dar certo e ser produtivo em um trabalho em equipe todo mundo deve ter voz.

Por isso, por mais que a condução do tema seja uma responsabilidade do estilista, é muito importante ouvir as ideias da equipe. O ideal é estar sempre aberto a novas ideias, desde que dentro da sua proposta, claro. Afinal, alguém sempre pode ver o que você não está vendo ou ter um insight no qual vale a pena apostar

Uma boa ideia é abrir um horário para uma reunião de sugestões. Nem que seja criar um horário fixo para ficar disponível só para isso durante 15 minutos, uma vez por semana.

Evite meios eletrônicos, que você pode não ver ou a pessoa pode não saber explicar bem o conteúdo. Prefira o bate-papo ao vivo, informal e direto, onde cada integrante tenha oportunidade de defender a sua ideia.

5 – Seja sempre claro em seus objetivos

A clareza é muio importante para o engajamento de uma equipe. Pontos mal alinhados ou informações desencontradas tendem a desencorajar o time.

Por isso, procure manter sempre claros os objetivos de cada etapa. Deixe que todos tenham conhecimento do seu planejamento, do seu cronograma e dos resultados alcançados em cada parte do processo de criação, cada desafio vencido.

Manter o canal de comunicação sempre aberto e a clareza de seus objetivos e metas é muito importante para estimular e manter o engajamento da equipe até sua coleção de moda estar na passarela.

E já que o assunto é catwalk, que tal aproveitar essas dicas de como organizar um desfile de moda de sucesso!

Baixe nosso infográfico e descubra como tornar suas coleções de moda muito mais especiais com os pack de identificação de marca da Haco! | Haco

Dicas de como organizar um desfile de moda de sucesso

Dicas de como organizar um desfile de moda de sucesso

Nem é preciso dizer que organizar um desfile de moda não é uma tarefa fácil, não é mesmo? São muitos os detalhes, já que o evento envolve uma gama imensa de aspectos e profissionais que precisam estar muito bem alinhados para que tudo dê certo.

Conforme o tempo vai ficando escasso parece que é impossível fazer com que tudo saia de forma impecável. Por isso mesmo, é preciso começar a planejar o desfile de moda com bastante antecedência e organização.

Estilista e parceiro da Haco, Igor Dadona tem uma visão única sobre a organização de um desfile de moda e deu uns toques exclusivos para o seu evento destacar-se no mercado.

Confira agora 5 dicas exclusivas do nosso estilista Igor Dadona para organizar um desfile de moda e arrasar nas passarelas, nos bastidores, na imprensa, nas ruas…

Dica 1 – Coloque tudo do desfile de moda no papel

Você tem uma memória de elefante, não esquece nada? Vamos ser sinceros, às vezes os detalhes escapam, e eles podem ser importantes.

Por outro lado, não esqueça também que vai ter muita gente diferente trabalhando junto – e dando pitaco no seu desfile de moda de acordo com a área de cada um. Com isso, fica fácil perder o rumo inicial do seu projeto.

Por isso, a primeira dica exclusiva do estilista Igor Dadona não poderia ser mais direta: planeje tudo por escrito para transformar seus pensamentos em algo palpável.

Estilista Igor Dadona com matéria exclusiva na Haco

Vale bloco de papel, editor de texto digital, aplicativo para smartphone, qualquer coisa que reúna todo o seu planejamento, ideias e vontades de forma clara e organizada.

Assim fica muito mais fácil saber o que será possível fazer, o que já foi feito, o que deve ser descartado, etc. E também as novas ideias que vão surgindo dos seus colaboradores e que valem a pena serem aproveitadas.

Dica 2 – Defina a quantidade de looks que serão apresentados

Quando a coleção de moda está pronta, a vontade é de apresentar cada peça, certo? Mas será que o seu desfile de moda vai conseguir sustentar tudo isso?

E é aqui que entra a segunda dica exclusiva para a Haco do estilista Igor Dadona: pense em quantos looks você quer apresentar, porque isso pode desencadear uma série de fatores que influenciarão no seu desfile de moda.

Como exemplo, Dadona cita a quantidade de modelos que serão usadas, a quantidade de acessórios, o tempo do desfile, etc. Essas e muitas outras decisões que impactam diretamente o seu evento dependem dessa escolha.

Dica 3 – Tenha sempre uma equipe de suporte

Por mais que sejamos altamente capazes, muitas vezes não conseguimos dar conta de tudo sozinhos – ainda mais em um evento tão complexo quanto um desfile de moda.

Além disso, há vários percalços que podem aparecer pelo caminho, como um mal estar ou um incidente em família, por exemplo.

Por isso, a terceira dica exclusiva do estilista é justamente formar uma equipe para ajudar na organização do desfile, mesmo que seja com um mínimo de pessoas.

O parceiro da Haco lembra que saber delegar tarefas é essencial, até porque, por mais competentes que sejamos, ninguém sabe fazer tudo sozinho.

Contate um profissional de beleza, de stylist, um assistente para as provas de roupa, faça parcerias com empresas, artistas ou qualquer profissional que possa realmente acrescentar algo ao seu trabalho.

Segundo Igor Dadona, não devemos nunca esquecer que cada pessoa é boa em uma determinada força, então, tudo fica muito melhor se juntarmos forças.

Dica 4 – Tenha uma planilha de atividades ou um calendário

A essas alturas você já sabe que um desfile de moda é composto por uma grande quantidade de tópicos e providências diferentes. E, vamos ser sinceros: não é nada fácil organizar e coordenar tudo isso.

A não ser que você aproveite a quarta dica de Igor Dadona. O estilista recomenda que tudo seja organizado em uma planilha ou calendário, para que você não se perca em meio a tantas atividades diferentes. Afinal, tudo precisa ser providenciado a seu tempo, dentro de um cronograma lógico.

O parceiro da Haco cita alguns itens como exemplo:

  • Desenhar a coleção;
  • Escolher materiais;
  • Confecção das peças piloto;
  • Escolha dos profissionais que vão auxiliar no desfile;
  • Ideias de cabelo;
  • Maquiagem e acessórios;
  • Escolha de casting (modelos);
  • Escolha de trilha sonora;
  • Prova de roupas;
  • Dia do desfile.

Dica 5 – Manter a calma e a autoconfiança

Por fim, mas não menos importante, a quinta dica de Igor Dadona também é fundamental para o sucesso do seu desfile de moda: manter a calma e ter a confiança de que irá apresentar algo em que você acredita muito e trabalhou muito para realizar.

O estilista lembra que pode parecer clichê, mas é muito importante colocar toda energia positiva e se cercar de gente que lhe quer bem, principalmente no dia de desfile.

Além disso, ter pessoas por perto que possam ajudar no caso de eventuais problemas é algo imprescindível para organizar um desfile de sucesso!

Com certeza essas dicas exclusivas do estilista Igor Dadona vão ajudar muito você a realizar a melhor apresentação da sua coleção de moda!

Veja algumas dicas extras da Haco

Além das dicas exclusivas do nosso estilista Igor Dadona, separamos algumas outras que também podem ajudar bastante na organização de um desfile de moda de sucesso. Dá uma olhada:

  • Atenção à lista de convidados – Ela deve ser muito bem definida – e com antecedência. Cuidado para não deixar de lado editores de moda, blogueiros e digital influencers em geral, nem os compradores de lojas.
  • Saiba apresentar sua coleção – Não esqueça de apresentar o conceito da sua coleção de moda para que o público-alvo a compreenda melhor. Cite suas inspirações, os pensamentos que o levaram a fazer suas escolhas e tudo o ais que foi relevante no processo criativo. Ao conhecer as etapas há mais chances de identificação.
  • Faça um checklist – Toda semana faça um checklist com as tarefas que deveriam ter sido desenvolvidas naquele período. Cobre dos demais profissionais, adapte estratégias, reformule conceitos. Esse checklist deve andar de mãos dadas com a planilha sugerida por Igor Dadona.
  • Inove – Procure sempre agregar algo de novo no seu desfile de moda. Pode ser no casting, no cenário ou na forma de apresentação do desfile. Quando você sai do óbvio, faz o público repensar a moda e se questionar, são maiores as chances de conquistar a imprensa especializada.

Trend House #10 A décima edição da nossa revista Trend House traz um conteúdo exclusivo sobre a nova coleção de books Haco na Visão do Estilista Alexandre Herchcovitch. Acesse agora

Agora que você já tem super dicas para arrasar no seu desfile de moda, aproveite para conhecer 10 estilistas de moda nacionais e se inspirar em suas coleções!

PROGRAMA GENTE PROMOVE INTEGRAÇÃO ENTRE LÍDERES DA HACO

PROGRAMA GENTE PROMOVE INTEGRAÇÃO ENTRE LÍDERES DA HACO

Inovar, integrar pessoas e promover vendas. Baseado neste tripé aconteceu nesta segunda-feira (11/02) mais uma edição do Programa Gente, organizado pela Haco em uma pousada no interior de Gaspar (SC). Em um ambiente descontraído 30 líderes da companhia passaram por capacitações e debateram sobre o planejamento estratégico da empresa.

Durante a tarde, os gestores participaram de dinâmicas com o consultor Marco Cercal, da Vilon Desenvolvimento Criativo e temas como inovação e liderança com foco no cliente foram debatidos.

– Desejamos que os gestores recebam as mesmas informações para lidarem da melhor maneira com desafios da empresa – , afirmou o responsável pelo treinamento e desenvolvimento de pessoas da Haco, Jony Link.

Na avaliação do gerente regional de Vendas da Haco, Diogo Schmitt, o Programa Gente aborda diversos tópicos que fazem a diferença na gestão organizacional. “Como o dia a dia é muito corrido, acabamos deixando alguns conceitos acadêmicos importantes de lado. O programa é positivo, pois reforça alguns conceitos primordiais para a gestão, como feedback, resolução de problemas e engajamento de equipes”, avaliou.

– O Programa proporciona interação entre equipes e áreas. Nos une para conhecer a companhia como um todo. Repassamos o conhecimento aos nossos colaboradores para que saibam os motivos de fazerem parte deste negócio e qual a direção que devemos tomar – afirmou a gerente do departamento de Compras, Cláudia Fátima da Silva. 

Esquenta para o Big Connect
O encontro também foi um preparativo para o Big Connect, a Convenção Nacional de Vendas da Haco, que neste ano acontece de 17 a 19/02, em Santo Amaro da Imperatriz. O evento é o momento em que os representantes comerciais da Haco reúnem-se para debater o mercado e pensar soluções inovadoras para atender cada vez melhor as demandas dos clientes. Neste ano já estão confirmadas as presenças dos palestrantes Ciro Botinni (reconhecido pela sua atuação em vendas no canal Shoptime), Marcio Ballas (ator e dramaturgo) e a estilista Tamara Sbroglio.